Quando a COVID-19 foi considerada epidemia e pandemia?

    0
    376

    Tudo o que você precisa saber sobre a nova pandemia

    Silas José 11/07/2021 as 08h45

    O misterioso novo coronavírus, que causa a infeção COVID-19, surgiu em 2019 na cidade de Wuhan na China e os primeiros casos da infecção parecem ter acontecido de animais para pessoas. Isso porque os vírus da família “coronavírus” afetam principalmente animais, existindo quase 40 tipos diferentes desse vírus identificados em animais e apenas 7 tipos em humanos.

    Os sintomas da infecção COVID-19 são semelhantes aos de uma gripe e, por isso, podem ser difíceis de identificar em casa. Dessa forma, se acha que pode estar infectado, responda às perguntas para saber qual o risco:

    Assim como qualquer doença, o COVID-19 causar a morte, especialmente quando evolui para um situação de pneumonia grave. No entanto, o óbito por COVID-19 é mais frequente entre pessoas com morbidades simples. E em pessoas que tem doenças crônicas, isso porque possuem o sistema imunológico mais comprometido.

    Inicialmente foi considerado epidemiologicamente como um surto, já que foi verificado aumento acima do esperado de casos de uma doença em um área específica num determinado período.

    E em fevereiro, a transmissão da Covid-19, nome dado à doença causada pelo SARS-CoV2, no Irã e na Itália chamaram a atenção pelo crescimento rápido de novos casos e mortes, fazendo com que o Ministério da Saúde alterasse a definição de caso suspeito para incluir pacientes que estiveram em outros países. No mesmo dia, o primeiro caso do Brasil foi identificado, em São Paulo.

    Doença que os governantes mundiais não tem culpa do alastramento e mortes.

    E em março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o surto da doença como pandemia. Poucos dias depois, foi confirmada a primeira morte no Brasil, em São Paulo. No mesmo dia, dois pacientes que haviam testado positivo para coronavírus, do Rio de Janeiro, vieram a óbito, mas laudos das mortes ainda não foram divulgados.

    Para não criar pânico na população o governo cria o “kit covid”. O uso dos medicamentos, indicados para tratamento de doenças como malária e artrite reumática, é alvo críticas de cientistas e entidades nacionais e internacionais, como a própria Organização Mundial da Saúde (OMS). Que não existe nenhuma comprovação de que os medicamentos atuem contra o coronavírus. Pelo contrário, já foi demonstrado em estudo feito em grupo de pessoas que a melhora no grupo que usou os medicamentos foi idêntica ao grupo que não tomou.

    O governante preocupou de dar esperança ao seu povo com seu kit.  Mas o povo não reconhece este esforço.

    A CPI Política da COVID-19, também chamada de CPI da Pandemia, CPI do Coronavírus, ou simplesmente CPI da COVID, é uma comissão parlamentar de inquérito em andamento na

    República Federativa do Brasil que investiga supostas omissões e irregularidades nas ações do Governo federal durante a pandemia de COVID-19 no Brasil. Fica com você caro eleitor e leito desta matéria tirar suas conclusões deste assunto,

    DEIXE SEU COMENTARIO NO FINAL DESTA PAGINA.

    E SE PUDER COMPARTILHE.

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo