14° salário como funcionará no INSS?

    0
    219

    Por Gabriel Dau -14 de julho de 2021 13h00

    Ao longo do texto, vamos explicar como vai funcionar esse auxílio, caso ele realmente venha a ser aprovado em algum momento.

    E já que você está interessado neste assunto, pode ser que depois queira ler também sobre Como dar Entrada na Aposentadoria? O Guia Completo para se Aposentar (2021).

    Entenda como funciona a proposta do 14º salário para aposentados

    A proposta do 14º salário para aposentados vem gerando uma grande expectativa entre os beneficiários do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social.

    Assim como ocorreu em 2020, o governo adiantou em 2021 o pagamento do abono anual (que cumpre o papel de 13º salário) aos aposentados por meio do Decreto nº 10.695.

    Em vez de receber o dinheiro entre agosto e dezembro, como ocorre normalmente, os beneficiários receberam duas parcelas entre maio e julho.

    A medida teve como objetivo reduzir os impactos da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus no país, injetando cerca de R$ 52,7 bilhões na economia brasileira, segundo dados levantados pelo INSS e publicados na Agência Brasil.

    Teoricamente, o abono foi adiantado e, portanto, não haveria o pagamento do 13º no fim do ano.

    No entanto, isso pode mudar a um projeto de lei que propõe a duplicação do abono e o pagamento de um “14º salário” aos beneficiários no final de 2021.

    É o PL nº 3567/2020, proposto pelo senador Paulo Paim (PT/RS).

    Outro projeto, apresentado posteriormente pelo deputado Pompeo de Mattos (PDT/RS) e apresentado à Câmara, propõe que o 14º salário seja um auxílio pago em 2020 e 2021.

    No PL nº 4.367/2020, há uma limitação do valor do benefício a até dois salários mínimos.

    Por enquanto, não há nenhuma previsão para a apreciação pelos parlamentares, mas as propostas seguem em tramitação no Congresso Nacional.

    Qual é a idade do projeto de lei do 14° salário?

    O projeto de lei do 14º salário, do senador petista Paulo Paim, determina a duplicação, em caráter emergencial, do abono anual (13º salário) devido aos aposentados e beneficiários do INSS.

    A medida teve como objetivo reduzir os impactos da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus no país, injetando cerca de R$ 52,7 bilhões na economia brasileira, segundo dados levantados pelo INSS e publicados na Agência Brasil.

    Teoricamente, o abono foi adiantado e, portanto, não haveria o pagamento do 13º no fim do ano.

    No entanto, isso pode mudar a um projeto de lei que propõe a duplicação do abono e o pagamento de um “14º salário” aos beneficiários no final de 2021.

    É o PL nº 3567/2020, proposto pelo senador Paulo Paim (PT/RS).

    Outro projeto, apresentado posteriormente pelo deputado Pompeo de Mattos (PDT/RS) e apresentado à Câmara, propõe que o 14º salário seja um auxílio pago em 2020 e 2021.

    No PL nº 4.367/2020, há uma limitação do valor do benefício a até dois salários mínimos.

    Por enquanto, não há nenhuma previsão para a apreciação pelos parlamentares, mas as propostas seguem em tramitação no Congresso Nacional.

    Qual é a idade do projeto de lei do 14° salário?

    O projeto de lei do 14º salário, do senador petista Paulo Paim, determina a duplicação, em caráter emergencial, do abono anual (13º salário) devido aos aposentados e beneficiários do INSS.

    14º salário pode ser pago pelo INSS ainda em 2020; Entenda!

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo