Dá para acreditar? Burros são bons pastores e não sao brasileiros até matam coiotes

    0
    356

    Eles são chamados de “burros”, mas são o terror de predadores

    REPRODUÇÃO/GON.COM

    Governos de vários países possuem até recomendações de como melhorar o trabalho desses animais no pastoreio

    Esse é daqueles fatos que simplesmente quebram o que achamos saber sobre a natureza: burros são excelentes pastores, principalmente de ovelhas, e são perseguidores implacáveis de coiotes.

    Em fazendas da Flórida e outras regiões do sul dos Estados Unidos é relativamente comum agricultores recorrerem a eles para lidar com as ameaças dos caninos.

    Burros têm uma boa visão, inclusive noturna, e também ouvem muito bem.

    Segundo a cientista animal Taylor Davis, escrevendo no blog da Universidade da Flórida, “burros são institivamente alertas contra espécies caninas, o que inclui coiotes”.

    Os burros geralmente se dão bem com todos os tipos de rebanhos, mas criadores precisam ter apenas um deles para cada rebanho, já que eles tendem a ficar distraídos caso vejam um companheiro de espécie próximo.

    O departamento de vida selvagem da Flórida, estado onde os coiotes estão presentes em todos os condados, recomendam o uso de burros como pastores. Ajuda o fato de coiotes serem animais tímidos, que evitam a presença de humanos ou animais maiores — e o efeito de um burro relinchando deve ser assustador para um animal assim.

    Já o governo de Ontário, no Canadá, possui até uma longa lista de diretrizes para o uso de burros como pastores de ovelhas.

    “O Ontario Predador estudos relatou que cerca de 70% dos burros usados ​​foram classificados como excelentes ou bons em termos de proteção ao rebanho”, afirma o documento, que ainda dá uma descrição precisa da ação desses animais, quando dão de cara com predadores.

    “O zurro alto e a perseguição rápida dos burros vão assustar os predadores e também alertar o pastor. Na maioria dos casos, os burros enfrentam e perseguem cães ou coiotes para fora do pasto. Se os caninos não recuarem rapidamente, os burros os atacarão levantando-se nas patas traseiras, e golpeando com ambas as patas dianteiras. Um golpe sólido pode ferir, matar ou pelo menos desencorajar o predador.”

    O terror dos predadores

    Após ser pai, o ódio dele contra coiotes cresceu, até que protagonizou a foto que abriu essa matéria: matou um deles e ainda o tirou do chão para exibir o feito, como um troféu.

    “Quando vi, Buck estava pisoteando o coiote. Então ele se abaixou e o pegou pelo pescoço e começou a balançá-lo como uma boneca de pano. Peguei meu telefone e tirei duas fotos”, contou na época Steve Hipps, ao site Gon.com.

    E assim se eternizou a fama dos burros como animais de guarda.

    Em 2014, um burro chamado Buck se tornou o terror dos coiotes da região de Simpsonville, Carolina do Sul (EUA).

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo