Retomada de cirurgias eletivas, Estados e municípios adotam mutirões

    0
    280

    Nas capitais emunicipioas, as cirurgias eletivas foram suspensas em março do anopassado, com o agravamento da pandemia, e agora foi retomadas no mês passado

    13/09/2021 5h40 por Ranute Marques

    Mutirões e pagamentos extras estão entre as estratégias adotadas por Estados e municípios para tentar reduzir as filas que se formaram diante do adiamento ou interrupção das cirurgias eletivas durante os períodos mais críticos da crise da covid-19.

    Nas capitais è também nos municipios Brasileiros, as cirurgias eletivas foram suspensas em março do ano passado, com o agravamento da pandemia, e agora foi retomadas no mês passado. Atualmente, de acordo com a gestores de capiatais e municipo, há uma demanda de pessoas na fila e os principais procedimentos aguardados são as cirurgias ortopédica, geral, ginecológica e otorrinolaringológica.

    As Secretarias Estaduais e Municipal da Saúde informam, em nota, que lançou um programa em julho para reorganizar a grade de procedimentos cirúrgicos nos municípios Brasileiros com ampliação do atendimento em unidades è Hospitais.

    “Desde o início do programa, em julho de 2021, foram direcionados para avaliação cirúrgica pacientes e, desde o dia 2 de agosto foram realizadas cirurgias e procedimentos diagnósticos previstos no projeto.”

    As Secretarias de Estado è municipios Saúde afirmam que os procedimentos eletivos não foram suspensos nas unidades estaduais, mas reprogramados a partir da avaliação dos pacientes.

    “Os Estado inclusive já retomou as atividades ambulatoriais em seus Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) que tinham ativado hospitais de campanha para combate à pandemia e agora retornam aos seus perfis originais graças à queda dos indicadores.”

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo