Senadores trocam ofensas e palavrões e precisam ser separados em sessão DOS INCRIVEIS INVESTIGADORES DA CPI (vídeo)

    0
    266

    Troca de insultos aconteceu entre o relator, Renan Calheiros, e o senador Jorginho Mello

    23 de setembro de 2021, 11:59 h Atualizado em 23 de setembro de 2021, 13:15 por Pedro Alvares Cabral

    O relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o senador Jorginho Mello (PL-SC) trocaram insultos e quase se agrediram fisicamente durante a oitiva de Danilo Trento, diretor institucional da Precisa Medicamentos. A confusão aconteceu após Renan acusar o governo de corrupção na compra de vacinas contra a Covid-19.  

    Ao sair em defesa do governo federal, Jorginho Mello interrompeu a fala do reator que avisou que não podia ser interrompido. “Foram os picaretas que tentaram vender..” disse Jorginho. “Não pode me interromper. Não permito, não aceito”, respondeu o relator. “Não aceita,  mas eu falo do mesmo jeito”, disparou o catarinense. “Vai pros quintos então”, completou. “Vá  você com o seu presidente e com o Luciano Hang”, disse Renan. Jorginho mandou o relator “lavar a  boca” para falar do empresário bolsonarista que teve a sua convocação aprovada pela CPI nesta quarta-feira.

     “Vai lavar a tua vagabundo”, respondeu Renan.  Os parlamentares, então, começaram a trocar ofensas até que a TV Senado cortou o áudio da sessão. Outros parlamentares interferiam para separar os senadores que se levantaram e quase chegaram às vias de fato. A sessão foi retomada alguns minutos depois.

    A confusão não ficou só no bate boca e ambos se levantaram. Renan partiu para cima do governista, mas foi contido pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

    Após a confusão, o presidente da Omar Aziz (PSD-AM), e os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Simone Tebet (MDB-MS) trataram de apaziguar a situação ao lembrar o motivo da reunião e sobre o decoro parlamentar.

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo