Seca em alguns canais do Rio Araguaia é caso preocupante

    0
    494

    Um dos cartões postais do Estado de Goiás está passando por um período crítico, o famoso Rio Araguaia. O local é muito visitado por turistas moradores do estado de Goiás, e também de outros países.

    DA REDAÇÃO

    Por: Grazielly Andrade às 11:09h

    Nas proximidades da cidade de Nova Crixás (GO), alguns pontos secaram totalmente, uma das piores secas de todos os tempos. O acontecimento é devido a uma série de fatores do desequilíbrio ambiental como: desmatamento, assoreamento, degradação de nascentes, uso irregular de água.

    Os moradores da região lamentam ao ver as belezas do Rio Araguaia nesta situação. Pedem ajuda as autoridades para que possam reverter esse quadro.

    O delegado de Meio Ambiente da Polícia Civil de Goiás (PCGO), Luziano de Carvalho, desenvolveu projetos de recuperação das nascentes. Porém, mesmo que execute em parceira com os moradores e empresários do Agro, a demanda predatória demora muitos anos para se recuperar.  

    Momento lamentável, sofrido pelos pescadores e contam suas histórias que viveram a anos as margens do Rio Araguaia. Eles contam com lágrimas nos olhos dos bons momentos que viveram da pesca e nas belezas com rios cheios.

    A falta de chuvas em algumas regiões e sequelas da falta de preservação ambiental é uma somatória de acontecimentos para ter chegado nesse ponto.

    Contudo os moradores acreditam que os projetos do poder público podem ajudar uma situação que já aparentemente impossível.

    Conscientização

    É visível presenciar em várias cidades do Estado de Goiás a falta de preservação ambiental, a falta de chuva é um lamento para todos. Porém, essa situação não é só um fenômeno da natureza e sim falta de cuidado do ser humano.

    O desmatamento e queimadas vem crescendo sem controle. Os trabalhos que forem desenvolvidos agora para reverter o quadro, só terá resultado no futuro.

    Assim como disse um morador da região de Nova Crixas (GO). “Temos que cuidar agora para meus netos possam viver melhor”.

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Enviar comentário!
    Digite seu nome completo