As atividades de dez milhões de pessoas na reciclagem no Brasil é o potencial de oportunidade na reciclagem e dos tipos de tesouro do lixo:

0
242

 A preocupação crescente das empresas com o descarte correto e reciclagem dos resíduos gerados.

Postado em: 31-10-2021 às 08h44
Por: Silas José vice-presidente da coopernato

A reciclagem de plásticos em outros utilitários:

A reciclagem de plásticos já é uma realidade há muito tempo e todos sabem de sua importância, mas conhecer as informações técnicas sobre esta prática tão importante pode jogar nova luz sobre o valor de separar este material para destinar à coleta seletiva.

Oplástico vem das resinas derivadas do petróleo e pertence ao grupo dos polímeros (moléculas muito grandes, com características especiais e variadas). A palavra plástico tem origem grega e significa aquilo que pode ser moldado. Eles são divididos em dois grupos de acordo com as suas características de fusão ou derretimento: termoplásticos e termorrígidos. Os termoplásticos são aqueles que amolecem ao serem aquecidos, podendo ser moldados, e quando resfriados ficam sólidos e tomam uma nova forma. Esse processo pode ser repetido várias vezes. Correspondem a 80% dos plásticos consumidos e que vão para a cadeia de reciclagem. Ex: polipropileno (ver nas embalagens o símbolo PP nº 05); polietileno ( um deles, PET nº 01 ou PEAD nº 02).

Depois de passarem por um sistema seletivo (coleta seletiva em ambientes domésticos, industriais ou comerciais), as embalagens Plásticas podem seguir para 2 formas de transformação: a reutilização artística, fazendo peças decorativas, lúdicas e outros OU seguem para uma triagem – dentro de cooperativas ou sucateiros – para separá-las por tipo (PET, PEAD, PP etc) e por cor e, como forma de viabilizar o transporte para as fábricas recicladoras (estas sim, através de maquinário, são transformadoras do material plásticos em novos objetos) fazem o enfardamento, utilizando prensas hidráulicas ou manuais.

A bilionária reciclagem de latinhas pode inspirar mais empresas.

Cerca de 70% de uma lata de bebida é feita de alumínio reciclado no Brasil. O setor afirma possuir números elevados de reúso das latinhas: 97% das que são vendidas no mercado voltam para os centros de reciclagem. Mas nem todos os setores atingem resultados semelhantes quando o assunto é logística reversa, e você deve saber o quão difícil é reciclar um eletrodoméstico usado. Afinal, qual é o segredo das latinhas?.

O setor do alumínio se comprometeu em manter os índices de reciclagem no país, firmando um aproveitamento mínimo de 95% de todas as latas que vão para o mercado, compra de 100% da sucata, mapeamento de todos os centros de reciclagem e educação ambiental para catadores, empresários e servidores públicos em até 18 meses. Um relatório sobre a reciclagem anual de latinhas de alumínio será lançado a cada mês de março. O termo de compromisso foi firmado com o Ministério do Meio Ambiente

As vantagens da reciclagem de papelão

Existem benefícios ambientais, legais e financeiros para as empresas que se propõem dar a destinação correta aos seus resíduos, de forma geral, e investir especificamente na reciclagem de papelão.

Abaixo, listamos vários desses benefícios. Acreditamos que, depois de conhecê-los, você vai se perguntar porque ainda não deu início a esse processo na sua organização ou indústria.

Preservação do meio ambiente e economia de madeira

A primeira grande vantagem fica por conta da preservação de áreas que seriam destinadas ao plantio de árvores não nativas, possibilitando a conservação da fauna e flora locais.

Analisar todos os processos químicos e recursos necessários para a reciclagem do papel expostos acima pode parecer uma tarefa dispendiosa. Mas é preciso lembrar que nenhuma atividade está livre de riscos, e que a produção de papel “novo” requer ainda mais técnicas e recursos.

reciclagem do metal é de extrema importância para o meio ambiente. 

 O Brasil, assim como no resto do mundo, o mercado de sucata de aço é bastante sólido porque a indústria siderúrgica precisa da sucata para fazer um novo aço. Em 2005, foram produzidos 31,6 milhões de toneladas de aço. Cerca de 8,1 milhões de toneladas de sucatas foram utilizadas para a produção de aço, valor correspondente a 25,6% do novo aço produzido. O principal mercado associado à reciclagem de aço é formado pelas aciarias, que fundem a sucata, transformando-a em produtos ou novas chapas de aço.

A limitação na reciclagem de ferro e aço está relacionada com a oferta de Sucata de Aço. Esta oferta de sucata está relacionada, principalmente com os seguintes fatores:

  • Volumes Anteriores da Produção de Aço
  • Vida Útil de estruturas e Bens
  • Coleta da Sucata

Assim cota do aço está fundamentada basicamente na rota pirometalúrgica. As principais etapas nesta reciclagem:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Enviar comentário!
Digite seu nome completo